Como se já não bastassem todas as dificuldades para desenvolver um trabalho social, querem agora acabar com a maior referência da cidade em relação a cidadania. A pedido da Prefeitura de Santos, o Grupo Pão de Açúcar quer extinguir a Estação da Cidadania para dar lugar à uma base da Polícia Militar. Se isso acontecer, serão desalojadas mais de 50 entidades filantrópicas que atendem a comunidade. Para impedir mais esse ataque da Prefeitura em conluio com os empresários, o SINDSERV Santos convoca todos os servidores para engrossar o ato em defesa da Estação da Cidadania que será realizado no dia 31 de maio, em frente ao local (Av. Ana Costa, 340), à partir das 10h.

A Estação da Cidadania está sediada em imóvel tombado pela CONDEPASA em razão de seu importante contexto histórico do desenvolvimento urbano da cidade de Santos e de sua integração social com a Capital do Estado, cidades do Litoral Sul e municípios do Vale do Ribeiro.

A destruição de todo o patrimônio público que representava o complexo ferroviário local da Estação de Ferro Sorocabana, construído ao longo de muitas décadas pelo povo brasileiro, e que deu lugar a empreendimentos privados que hoje dele se beneficiam, representou irreparável perda para a cultura e qualidade de vida da população e à preservação da memória ferroviária da cidade e região.

De todo o complexo ferroviário existente, restaurou apenas a instalação da antiga estação ferroviária Ana Costa, que há oito anos abriga a Estação da Cidadania e a sede do Fórum da Cidadania de Santos, instância reconhecida por toda a comunidade como referência de luta pela defesa dos Direitos da Cidadania e do Interesse Público.

A Estação da Cidadania abriga também a Escola de Música e Orquestra Jovem de Cordas mantida pelo próprio Grupo Pão de Açúcar, que atende a mais de uma centena de adolescentes. A própria Prefeitura também usa o espaço para o desenvolvimento das atividades dos Objetivos do Milênio. Fora essas, ainda há mais de 50 entidades locais utilizam as dependências da Estação da Cidadania para promover importantes trabalhos sociais na esfera da cidadania.

Por tudo isso, a Estação da Cidadania não pode acabar! Ela é uma referência da cidade. É, ao mesmo tempo, um patrimônio físico dedicado à Cidadania e um patrimônio imaterial da cidade de Santos. A Estação da Cidadania é Nossa! Ela pertence ao Povo Santista!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.