O Conselho Administrativo da Capep já tomou ciência da renúncia ao jeton pago por participação em reuniões da entidade, protocolada pelo conselheiro Sérgio Miguel dos Santos Alcântara, conselheiro representante do SINDSERV na autarquia.

De acordo com Sérgio, embora considerada legal, esse tipo de pagamento é imoral. Por uma questão ideológica, o conselheiro, nomeado para a função em março passado, decidiu devolver o cheque quinzenal, de R$ 343,08, à Capep. Ele acredita que a ocupação de uma atividade representativa e pública não deve ser remunerada, sob pena de comprometer a independência que tal cargo exige na atuação em defesa do patrimônio dos servidores.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.