Escrito "Lutar não é crime!" imagem de um ato dos servidores de Cubatão e os logotipo do SindPMC gestão Coletivo Lutar e Resistir

O SINDSERV Santos manifesta todo o apoio e solidariedade aos servidores de Cubatão cujo governo Ademário (PSDB) tenta intimidar. O prefeito abriu processo na esfera criminal em 2018 contra alguns servidores na tentativa de calar a voz de toda a categoria.

O processo é contra os servidores Paula D’Albuquerque, Hamilton Moreira, Maykon Rodrigues e Enrico Watanabe. E tem como denúncia uma suposta difamação por participarem de atos realizados pela categoria.

“Quem está em mandato político tem o dever de estar aberto a questionamentos e críticas. Colocar companheiros de luta na esfera criminal do campo jurídico é, primeiro, não ter postura de aceitação do embate público e, segundo, intimidar a representatividade da categoria usando um poder coercitivo”, diz a nota do Sindicato dos Professores Municipais de Cubatão (SindPMC).

Repudiamos este ataque do governo Ademário que tenta criminalizar a luta dos trabalhadores e perseguir os servidores que lutavam por seus direitos.

Todo nosso apoio aos companheiros de trabalho e de luta que não são criminosos! São trabalhadores lutando contra a perda de direitos, a precarização do trabalho e o desmonte do serviço público.

Lutar não é crime!