A Prefeitura de Santos pretende enviar à Câmara, até o final do ano, uma proposta para mudar a jornada de trabalho dos funcionários das unidades da rede municipal de Saúde abertas 24 horas por dia.

O Sindserv pressionou a secretaria para que a categoria participe desta discussão. De acordo com matéria publicada hoje no Jornal  A Tribuna, a migração não será obrigatória, mas aqueles que aceitarem a troca deverão receber gratificação salarial.

O Sindserv está aguardando uma proposta formal da Administração para submeter à categoria em assembleia.

Veja no link abaixo a matéria.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.