A partir de hoje, se alguma impressora da Prefeitura der problema, os chefes terão que chamar o prefeito Paulo Alexandre Barbosa para consertar. Isso porque, os Técnicos de Informática iniciaram nessa manhã (21/03) a GREVE que haviam prometido caso o governo não atendesse a reivindicação até sexta passada. Os trabalhadores estão concentrados em frente a Prefeitura (Praça Mauá) com faixas, distribuindo panfletos e conversando com a população.
 
Os funcionários lutam por melhores condições salariais, tendo em vista o enorme descompasso do que ganham com o que o mercado oferece e até mesmo com outras Prefeituras e entes públicos. Além de serem responsáveis por todos os sistemas da Prefeitura (câmeras de monitoramento, unidades de saúde, escolas, assistência social, ouvidoria, cobranças, processos, sites etc etc), são recorrentes os serviços fora das funções para as quais prestaram concurso.
 
A falta de valorização do governo em relação a esses funcionários chegou no limite, são anos de promessas vazias não cumpridas. Sempre com a desculpa de que a Lei de Responsabilidade Fiscal não permitiria, pois o índice de Despesa com Pessoal já estaria batendo nos limites. E agora que esse índice está bem abaixo até mesmo do Limite Prudencial, o governo vem mais uma vez tentar enrolar os trabalhadores (veja porque a Despesa com Pessoal está baixa aqui, subtítulo "Pedaladas na Despesa com Pessoal").
 
Mesmo tendo dinheiro e dizendo que reconhece o pleito como legítimo, a administração municipal tenta empurrar com a barriga a mudança de nível salarial dos Técnicos de Informática. Mas a paciência chegou ao limite! Tendo margem financeira para promover a valorização e com o prazo eleitoral apertado (esse ano, por conta das eleições, a Prefeitura só pode conceder benefícios salariais até o dia 4 de abril), os trabalhadores resolveram cruzar os braços!
 
SÓ A LUTA MUDA A VIDA!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.