Charge com os servidores, de máscara, pedem "EPIs de qualidade e reajuste já" enquanto Paulo Alexandre assobia

A Lei Eleitoral só deixa os prefeitos reajustarem os salários dos servidores acima da inflação se isso for feito 180 dias antes das eleições.

Se o Coronavírus deixar, o primeiro turno das eleições municipais desse ano será no dia 04/10. Então o prazo legal que Paulo Alexandre tinha para conceder qualquer benefício aos servidores acabou no dia 7 de abril.

Ou seja, por força de Lei, agora o prefeito só pode reajustar os nossos salários pela inflação (4,19%). Por isso, nossa luta agora é para que Paulo Alexandre cumpra sua palavra e mande logo a proposta de reajuste salarial de 4,19% para a Câmara dos Vereadores.

PREJUÍZO CERTO

Os servidores que foram na assembleia recusaram de forma unânime essa primeira e única proposta do prefeito que só cobria a inflação. Isso porque, a partir de abril teremos 2% a menos de salário. É a Reforma da Previdência do Bolsonaro (aprovada pelo Paulo Alexandre e os vereadores) que chegou em Santos e aumentará o desconto para o IPREV de 12% para 14%. E esse aumento no desconto não vai significar nenhum aumento de benefício nas nossas aposentadorias.

SERVIDORES NÃO PRECISAM APROVAR EM ASSEMBLEIA

O prefeito não precisa que um dos sindicatos aprove sua proposta em assembleia, isso é MITO! Não há nenhuma Lei que diga isso.

Geralmente o governo usa o sindicato-amigo-do-patrão para aprovar reajustes rebaixados, mas isso é só uma desculpa política, para parecer mais legítimo.

Só a mobilização dos trabalhadores impede que o prefeito mande reajustes rebaixados para que seus vereadores-capachos aprovem. Foi assim em 2013 que saímos de 1,5% para 6,77% e em 2017 que saímos de 0% para 5,35%.

Infelizmente, por conta da pandemia de Coronavírus, não conseguimos nos mobilizar para avançar no reajuste esse ano. Mas seguimos na luta, tomando todos os cuidados para passar pela pandemia, nos mantendo vivos, e continuar na luta por nenhum direito a menos e avançar nas conquistas!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.