Foi publicada no D.O. de hoje, 06/06, a exoneração, a pedido, da Sr.ª Secretária de Educação Suely Maia. Ainda não se sabe quem irá substituí-la.

Sob o ponto de vista dos educadores da rede municipal de ensino, a gestão da senhora ex-secretária não deixará nenhuma saudade. Foi um período conturbado e de diálogo impraticável. As falas desta senhora eram sempre depreciativas em relação aos professores e membros das equipes técnicas. Não é a toa que em 2007 editou uma portaria que punia com perda de pontos os professores e as professoras que faltassem, mesmo em caso de doença.

Após grande mobilização dos docentes, o prefeito, que estava em Brasília, teve que revogar o ato abominável de sua subordinada pelo telefone. O Sindserv e demais educadores tentaram negociar com a Seduc um programa de redução do absenteismo, sem sucesso devido a intransigência da titular da secretaria.

A senhora ex-secretária também foi responsável pelo fortalecimento da “comissão” do plano de carreira, segundo ela o seu braço direito, que ficou por anos negociando um plano que nunca saiu do papel com o prefeito Papa. O mesmo chefe do executivo que reconheceu que havia errado ao não procurar o Sindicato para discutir o plano.

Em relação as Educadoras de Desenvolvimento Infantil, a Seduc sob sua tutela tentou transferir, compulsoriamente, as profissionais como forma de tapar buracos nas creches. A mobilização das educadoras barrou mais este ataque e ainda garantiu conquistas. Desrespeito a Lei Federal do Piso, escolas caindo aos pedaços, falta de professores, Escola Total funcionando com “voluntários” sem registro em carteira e etc.

Nós do Sindserv e demais educadores da rede de ensino dizemos em alto e bom som um grande Adeus a ex-sindicalista e ex-secretária!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.