Na assembléia do dia 19 a categoria decidiu pelo fim do estado de greve e pela continuidade da pressão por um melhor reajuste salarial.

Atendendo o que foi aprovado em plenário, um grupo de servidores foi ontem à Câmara demonstrar insatisfação perante os 6% aprovados em primeira discussão.

Não aceitamos os 6%, pois sabemos que há possibilidade real de obtermos mais. A expectativa é que no encontro que será realizado em maio com o secretário de Administração, Edgard Mendes Baptista Jr, possamos comprovar que há espaço para um aumento maior com base nos números do balanço financeiro do município referente ao primeiro quadrimestre.

6% é pouco! Com mais mobilização poderíamos ter conquistado mais!
Continuamos de olho!   

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.