Assembleia professores que atuam na Educação Infantil 08/06/2022 (quarta-feira), 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias) Pautas: - Volta do professor integrado como carga; - Correção horário/período; - Promoção/vaga do 2º professor da primeiríssima infância; - Problemas no acolhimento; - Volta ao horário do ano de 2021; - Terceirização do horário do "soninho"; - E outros.

Dia 08/06/2022 (quarta-feira), às 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias)

Precisamos discutir diversos pontos que estão prejudicando o trabalho dos professores que atuam na Educação Infantil. Entre eles:

VOLTA DO PROFESSOR INTEGRADO COMO CARGA) Esse ano a Seduc resolveu não oferecer mais carga para o professor que interliga o período da manhã e da tarde. Agora colocaram o professor em assinatura de ponto para cobrir esse professor, prejudicando assim a organização escolar.

CORREÇÃO HORÁRIO/PERÍODO) Com os novos horários estipulados pela Seduc, de manhã os professores estão fazendo 15 minutos a mais por semana que não são pagos. E a tarde também perdem tempo para aguardar o HTPC começar.

PROMOÇÃO/VAGA DO 2º PROFESSOR – Berçários I e II e Maternal I) Só com pressão dos trabalhadores conseguiremos mais promoções/vagas. Precisamos organizar essa luta.

PROBLEMAS NO “ACOLHIMENTO”) Com o horário estendido da entrada de alunos (7h ou 8h), está havendo problemas na hora de receber as crianças por falta de professores e outros;

VOLTA AO HORÁRIO DO ANO DE 2021) Em 2022 a Seduc também inovou mudando o horário do 2° e 3° professor da Educação Infantil. Mudança que não melhorou em nada a qualidade da educação ofertada e vem prejudicando muitos profissionais, principalmente aqueles que possuem um segundo registro em outra rede ou na própria Prefeitura de Santos.

TERCEIRIZAÇÃO DO HORÁRIO DO “SONINHO”) Começaram a aventar a possibilidade de colocar uma empresa terceirizada no período que interliga manhã e tarde. Essas empresas contratam trabalhadores de forma precária, trabalhadores que não têm vínculo nenhum com as crianças e ficarão em sala de aula. A terceirização é um problema de todos os servidores. Vamos deixar?

Para debater esse e outros assuntos, a participação dos professores será fundamental. Só assim conseguiremos organizar a luta em torno dessas pautas. Pois, sem luta, não temos chance de conquista em nenhum desses pontos e mais ataques aparecerão.

Organizem-se para poder participar, chamem as/os colegas da sua UME.

SÓ A LUTA COLETIVA MUDA A VIDA!

TODOS À ASSEMBLEIA!
08/06/2022 (quarta-feira), 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias)