O vereador Benedito Furtado (PSB) assinou o ponto e sumiu da sessão do legislativo do dia 23/04. Depois de ser flagrado tentando fugir, ele até entrou no plenário, mas não participou de fato da sessão (veja a sessão na íntegra aqui). E se fosse um servidor? Será que o nobre vereador o acusaria por ter assinado o ponto e não ter trabalhado??? Furtado devolverá o dia de trabalho aos cofres públicos???
 
Porque Furtado se escondeu
O vereador ficou encabulado porque sabia que os servidores iriam à sessão da Câmara denunciar sua mais nova tentativa de atacar os direitos dos servidores. Pelas costas da categoria, Furtado entrou com representação no Ministério Público Estadual para acabar com as incorporações de chefias (FGs, Cs e FTE), um direito já consagrado aos servidores há muitos anos.
 
Medroso
Embora se gabe na imprensa afirmando não ter medo de nada, a prática mostra o contrário. Suas duas tentativas de retirar o direito dos servidores foram feitas na maciota, por debaixo dos panos, sem transparência com a população e sem debater com os trabalhadores.
 
Durante o ato na Câmara dos Vereadores ficou nítido mais uma vez a baixeza desse cidadão que nem ousou participar da sessão. Ficou escondido, no fundo do plenário.
 
Desvio de função
Um dos argumentos de Furtado é que as incorporações dariam brecha para o desvio de função (já explicamos aqui o porquê que essa hipótese não tem pé nem cabeça). Estranho é que o desvio de função na Secretaria do Meio Ambiente, dirigida por seu partido (PSB), é sumariamente ignorada pelo vereador. Diversos servidores dessa Secretaria procuraram o sindicato pois estão sendo intimidados a praticar desvio de função. Cadê o Furtado pra lutar contra o desvio de função?
 
Falso moralismo
Furtado, assim como seus colegas de vereança, gostam de posar de paladinos da justiça e não economizam no rigor quando se trata de atacar os direitos dos servidores. Porém, quando o assunto é fiscalizar o Executivo (principal função de um vereador) se fazem de "João-sem-braço". Senão, vejamos:
 
-Onde estão os vereadores que não fiscalizam as contas da Prefeitura??? Há anos a administração municipal desvia o Auxílio Alimentação dos servidores para dentro da planilha de Gastos com Pessoal, inflando assim esse percentual artificialmente para usar como argumento e não conceder salários dignos e outros benefícios;
 
-Cadê o Furtado para fiscalizar as péssimas condições de trabalho e o sucateamento PROPOSITAL dos locais de trabalho da Prefeitura???
 
-Porque não abriram o debate antes da votação em que autorizaram a Prefeitura à entregar de bandeja serviços públicos para a iniciativa privada??? Covardemente, Furtado se absteve da votação. Ou seja, ele NÃO abriu nenhum diálogo com a população e/ou servidores, ele NÃO denunciou o projeto privatista que está precarizando e desviando dinheiro público no Brasil inteiro (veja aqui) e, pra finalizar, NÃO foi contra a iniciativa que vai dar enormes prejuízos para a população e, principalmente, para os servidores. Tal omissão lhe foi bem vantajosa: Logo após, seu partido (PSB) ganhou duas secretarias;
 
-Porque os nobres legisladores fingem não ver as contratações ILEGAIS promovidas pela Prefeitura através dos famosos chequinhos??? Querem provas? Serve a confirmação do Secretário de Gestão (veja aqui) e do ex-Secretário de Cultura (veja aqui)?
 
 
Essas são algumas das inúmeras omissões da Câmara dos Vereadores. Omissões que custam caro para munícipes e funcionários públicos.
 
De que lado você samba?
Os servidores têm que ter em mente, e espalhar para os amigos e colegas de trabalho, que esse tipo de gente não defende os interesses dos trabalhadores, eles têm outros interesses. São interesses de outra classe que não é a classe trabalhadora. Eles sambam de outro lado, o lado oposto ao dos trabalhadores.
 
NENHUM DIREITO A MENOS!
AVANÇAR NAS CONQUISTAS!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.