Na próxima quarta-feira, dia 13, teremos a assembléia sobre a campanha salarial 2008.
Será às 19 horas, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55).
A qualidade do nosso acordo será proporcional à nossa participação nas assembléias e nas mobilizações. Por isso, compareçam!
Até agora a Prefeitura está em silêncio. Além de não terem qualquer previsão de contra-proposta às nossas reivindicações (dizem que não fizeram ainda os cálculos), os assessores do Prefeito Papa, muito bem pagos com dinheiro público, nem mesmo se dignaram a estabelecer um calendário de negociações. E a nossa pauta de reivindicações, aprovada em assembléia no último dia 23, foi entregue no mês passado.
Cadê o respeito e consideração com a categoria?
Vamos exigir a atenção que merecemos lotando a assembléia do dia 13!
Queremos:
INCORPORAÇÃO DO ABONO RESIDUAL DE R$ 17,04 (QUE O PREFEITO HAVIA PROMETIDO PARA O ANO PASSADO);
5,13% (ICV-DIEESE) PARA RECOMPOR A INFLAÇÃO DE 2007;
26% A TÍTULO DE COMPENSAÇÃO PELAS ENORMES PERDAS SALARIAIS ACUMULADAS QUE SOMAM 91,33%
(VALE LEMBRAR QUE, DE 2004 PARA 2005, O GOVERNO BETO/PAPA DEU AUMENTO PARA O PREFEITO, VICE-PREFEITO E CARGOS DE CONFIANÇA DE 31,70%- D.O. 31/12/004);   
– AUMENTO DO AUXÍLIO-ALIMENTAÇÃO PARA R$ 220,00 ( DEZ REAIS POR DIA);
CESTA BÁSICA DE R$ 186,00 (MÉDIA DE PREÇOS DA CESTA NA REGIÃO) PARA TRABALHADORES DE TODOS OS NÍVEIS SALARIAIS;
– REPRESENTAÇÃO DA CATEGORIA NA MESA DE NEGOCIAÇÃO APENAS PELO SINDSERV, VISTO QUE O ATUAL PRESIDENTE DO SINDICATO DOS ESTATUTÁRIOS (SINDEST), JOSÉ ROBERTO MOTA,
PERTENCE AO PRIMEIRO ESCALÃO DO GOVERNO PAPA (ATUANDO COMO SUPERINTENDENTE DA CAPEP SAÚDE).

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.