Um grupo de servidores e aposentados passou a manhã da última sexta-feira protestando contra a situação em que se encontra a Capep Saúde.

Com narizes de palhaço, faixas e uma performance teatral, os manifestantes chamaram a atenção para a necessidade urgente de um conjunto de medidas que resgate a qualidade do atendimento da autarquia. Entre as medidas, o pagamento pela Prefeitura da dívida de aproximadamente R$ 9 milhões com diversos profissionais, instituições e prestadores de serviços deve ser imediato. Outra providência reivindicada é o aumento do percentual de contribuição da administração  de 2% para pelo menos 4% do total da folha de pagamento.

Na sexta, uma comissão de servidores e aposentados acompanhou os diretores do Sindserv em uma reunião com o superintendente da Capep, José Roberto Mota, para mais uma vez exigir a abertura do caixa da entidade. Mota havia se comprometido a apresentar dados financeiros referentes a arrecadação e despesas, mas não cumpriu com a palavra. Desta vez a promessa é de que os dados serão apresentados até o meio da próxima semana.

    

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.