Os servidores lotaram ontem as escadarias de acesso ao gabinete do Prefeito e exigiram mais uma vez providências para o reestabelecimento do atendimento na Capep Saúde.

Representando o prefeito João Paulo Tavares Papa, o secretário de Administração, Edgard Mendes Baptista Jr., teve que responder a vários questionamentos dos trabalhadores. Ele se comprometeu, em nome do Prefeito, a apresentar  formalmente até quarta-feira que vem à categoria uma proposta para tirar imediatamente a entidade desta grave situação financeira.

De acordo com o secretário, uma reunião entre a Superintendência da Capep e o Conselho Administrativo, marcada para esta sexta-feira, deve colocar o assunto em pauta. Os trabalhadores pediram mais uma vez a rescisão do contrato com a empresa E&E, que por mês desembolsa R$ 184 mil  para gerenciar a Capep, e a saída imediata do atual superintendente Mota.

O ato atendeu a uma decisão da assembléia realizada no último dia 27. Na assembléia também foram aprovadas as seguintes reivindicações:

– Que a Prefeitura pague a dívida que a Capep, por má gerência, constraiu com médicos, clínicas, laboratórios e hospitais.

– Que a Prefeitura eleve o percentual de sua contribuição sobre a folha de pagamento de 2% para no mínimo 4%.

– Que a categoria não aceita a taxação dos dependentes.

– Que seja rescindido o contrato com a empresa E&E.

– Que o superintendente José Robero Mota seja afastado e sejam realizadas mudanças no estatuto da Capep que permitam eleições diretas para a superintendência e para os conselho administrativo.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.