IPREV
Mesmo durante as festas de final de ano os servidores precisam se manter mobilizados e atentos aos chamados do sindicato. Isso porque a Prefeitura mais uma vez resolveu atacar os servidores justamente nesse período. O prefeito Paulo Alexandre Barbosa mandou para a Câmara dos Vereadores um Projeto de Lei que diminui drasticamente o repasse da Prefeitura para o IPREV (de 6% para 2%). Essa medida pode levar o IPREV a falência em poucos meses.
 
Paulo Alexandre mandou o Projeto de Lei para a Câmara no dia 03/12 sem nenhum diálogo com os trabalhadores. Como de praxe, os vereadores votaram rapidamente tal Projeto, dando mais uma vez o devido "Sim, Senhor".
 
Além do enorme ataque aos servidores, o Projeto de Lei trazia ainda uma grande mentira em sua argumentação para convencer os vereadores: Relatava que tal medida teria sido aprovada pelo conselho do IPREV. Essa afirmação é FALSA, o SINDSERV Santos tem duas cadeiras nesse conselho e isso não foi aprovado, nem sequer foi pautado.
 
Na justificativa do Projeto, Paulo Alexandre culpa a crise econômica. Já o presidente do IPREV, Jorge Ferreira, diz que é para aliviar a Despesa com Pessoal que está no Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal. Porém, essa mesma Lei deixa transparente aonde o Executivo deve cortar caso o limite seja atingido: Os Cargos de Confiança.
 
CAMPANHA SALARIAL 2016
Outro motivo importante para se manter mobilizado é a nossa Campanha Salarial que já começou. Para arrancarmos um reajuste decente, teremos que nos esforçar muito, conversar com os colegas de trabalho e convencê-los da importância deles comparecerem nas atividades da Campanha.
 
Está somente nas nossas mãos o resultado dessa campanha salarial. Se as assembleias e atos forem esvaziados, o governo (em parceria com o sindicato-amigo-do-patrão) manterá sua prioridade na destinação do dinheiro público: Tudo para as OSs e empreiteiras amigas e nada para os servidores. Porém, se o movimento for maciço, a pressão aumenta e os trabalhadores arrancam do patrão aquilo que lhes pertence.
 
Em síntese, o aumento salarial e as conquistas por direitos estão diretamente relacionados com a capacidade de mobilização da categoria.
 
Veja a nossa pauta AQUI.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.