Na imagem, manchetes de notícias: A Tribuna "Com esquema especial, Santos anuncia retomada de aulas presenciais em 1º de fevereiro", G1 "Santos mantém aulas em sistema híbrido; cidades da Baixada Santista decidem por suspensão", A Tribuna "Número de internações diárias na Baixada Santista por Covid-19 aumenta 79%" e Folha de S.Paulo "Escolas de SP registraram 21 mortes e 4.084 casos de Covid de janeiro a início de março, diz governo". De fundo professoras e funcionários de escola protestando em Santos.

E agora? Doria vai trazer de volta à vida os 2 alunos e 19 professores MORTOS por COVID-19 após se contaminarem nas IRRESPONSÁVEIS aulas presenciais? O prefeito, Rogério Santos, a Secretária de Educação, Cristina Barletta, o de Saúde, Adriano Catapreta, e todos aqueles que contribuíram com essa política assassina, vão pedir desculpas para as famílias das 2 professoras mortas e para população por terem feito explodir os casos na cidade, o que causou inúmeras mortes?

Infelizmente os professores estavam certos e a IRRESPONSABILIDADE dos governantes potencializou a contaminação do Coronavírus. Em menos de 1 mês, no Estado de SP as aulas presenciais foram DIRETAMENTE responsáveis por 21 mortes, 4.084 casos confirmados e 24.345 casos suspeitos. Em Santos foram 2 mortes, 44 casos confirmados e 69 suspeitos (números oficiais, mas recebemos inúmeras denúncias de casos omitidos).

Imagine essa quantidade de pessoas voltando do trabalho, ainda sem saber que estavam com COVID-19, em contato com familiares, entregadores, no mercado etc. Será que a volta às aulas presenciais ajudaram nos recordes que temos agora de contágios, internações e mortes?

Não precisava ser um grande especialista em Saúde, bastava ter o mínimo de conhecimento de como se propaga o vírus e como funcionam as escolas. Os professores e funcionários de escolas falaram isso, se manifestaram, fizeram até 1 dia de greve, mas foram sumariamente IGNORADOS!

Agora os políticos voltam atrás, fecham as escolas e são obrigados a tomar medidas mais restritivas do que já haviam tomado.

Veja o Diário Oficial do dia 13/03/21:

Art. 5º Ficam suspensas, de 15 a 30 de março de 2021, as aulas e demais atividades letivas presenciais no âmbito das Unidades Municipais de Educação (UMEs) e dos núcleos do Programa Escola Total, da Secretaria Municipal de Educação, as quais poderão funcionar para a distribuição de cestas básicas, materiais escolares, manutenção ou reforma e outras atividades definidas por ato da Secretaria Municipal de Educação.”

OUTRAS SECRETARIAS

Servidores fora da área da Educação, se atentem ao Artigo 6°:

Art. 6º A partir de 15 de março de 2021, adotar-se-á preferencialmente o regime de trabalho remoto nos órgãos e entidades da Administração Pública direta e indireta do Município de Santos.
§ 1º Cabe aos Secretários Municipal e aos dirigentes de entidades definir, por ato próprio e considerando a essencialidade dos serviços, o regime e as condições de trabalho aplicáveis às unidades, atividades e equipamentos do respectivo órgão ou entidade, de forma a garantir a prestação dos serviços públicos.
§ 2º O Paço Municipal de Santos (“Palácio José Bonifácio”) e o Centro Administrativo Municipal permanecerão fechados para atendimento presencial ao público, de 15 a 30 de março de 2021, ressalvados os atendimentos considerados essenciais e inadiáveis, definidos em atos expedidos pelos Secretários Municipais”

Se você considera que seu serviço pode ser feito de forma remota, ou que o atendimento ao público neste momento não é essencial, reivindique essas condições para sua chefia. Caso não sejam aceitas, entre em contato com o sindicato: 3228-7400, [email protected], sindservsantos.org.br/contato, facebook.com/SindservSantos, ou instagram.com/sindservsantos