Em entrevista ao programa de Rádio Jornal Litoral, da Rádio Rock (102 FM) na manhã da última segunda-feira (02/09), o secretário de Gestão Pública, Fábio Ferraz, sinalizou que o Governo Municipal visa acabar com a possibilidade de incorporação do salário de chefia a servidores. Diversos servidores entraram em contato com o Sindserv e afirmando que a extinção deste direito seria feita por meio de projeto de lei de autoria do Executivo, já em trâmite na Câmara.

O sindicato entrou em contato com a Diretoria Legislativa da Casa e também com o gabinete da presidência e nos foi garantido que nenhum projeto de lei neste sentido foi protocolado. Na seção de proposituras do site também não há nenhum projeto de lei sobre o tema. O único projeto que havia nesse teor, de autoria do vereador Benetito Furtado e apresentado em 2012, consta como arquivado no site.

O fato de funcionários da Câmara terem garantido que nenhuma iniciativa visando a extinção da incorporação de chefias foi protocolada até hoje (3/09), não significa que a qualquer momento uma desagradável surpresa não possa ocorrer, até mesmo na próxima sessão. Afinal, se houve a defesa dessa ideia na imprensa pelo secretário de Gestão, é porque existe a intenção de implantá-la. Por isso, o Sindserv continuará atento e acompanhando todas as sessões da Câmara com a presença de representantes da entidade. Pedimos que os servidores também se mantenham em estado de alerta, para que não haja mais nenhum corte de direitos da categoria.

A qualquer sinal de ameaça, mobilizações podem ser chamadas, como foi feito diante da tentativa do vereador Furtado no ano passado, com o referido projeto de lei. Na ocasião, os vereadores e o prefeito Papa voltaram atrás na ideia de acabar com a incorporação em razão de uma forte pressão dos trabalhadores que encheram as galerias da Câmara.

NENHUM DIREITO A MENOS! AVANÇAR RUMO A NOVAS CONQUISTAS!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.