ATENÇÃO: Aviso importante!

O Secretário de Gestão anunciou que enviará para a Câmara de Vereadores, nessa segunda-feira (03/04), a nova proposta do governo. O governo quer que ela seja votada, independente se os servidores a aprovaram ou não.

Por isso: TODOS À CÂMARA DOS VEREADORES!
SEGUNDA-FEIRA (03/04)
 8h: Concentração na Pça Mauá;
 16h: Concentração na frente da Câmara dos Vereadores (Castelinho – Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, Vila Nova);

Assim como as propostas anteriores, a atual é mais um deboche do governo aos funcionários públicos. Não repõe nem mesmo a inflação, vejamos:

  • Abono de 2% ao mês, no período de 1º de julho a 30 de setembro de 2017;
  • Abono de 5,35% ao mês, no período de 1º de outubro a 30 de novembro de 2017;
  • Incorporação dos 5,35% sobre os vencimentos, a partir de 1º de dezembro de 2017;
  • 5,35% no Auxílio Alimentação, retroativo a fevereiro;
  • 5,35% na Cesta Básica, retroativo a fevereiro.

Para se ter uma ideia do insulto que essa proposta representa, Guarujá (que arrecada menos da metade do que Santos) está oferecendo para os servidores 5,35%.

Já pensando em uma votação na próxima semana, o governo se reuniu com os vereadores na quinta-feira para angariar apoios ao Projeto. Vale lembrar que a maioria absoluta dos vereadores declarou publicamente que não votariam (ou votariam contra) caso surgisse qualquer Projeto que não reajuste pelo menos a inflação.

Vão cumprir a promessa?

Se comprometeram com os servidores os seguintes vereadores:

Adilson Júnior (PTB)
Audrey Kleys (PP)
Benedito Furtado (PSB)
Carlos Banha (PMDB)
Chico Nogueira (PT)
Fabiano da Farmácia (PR)
Fabrício Cardoso (PSB)
Geonísio Pereira (PSDB)
Kenny Mendes (PSDB)
Lincoln Reis (PR)
Manoel Constantino (PSDB)
Roberto Teixeira (PSDB)
Rui de Rosis (PMDB)
Sergio Santana (PR)
Telma de Souza (PT)
Zequinha Teixeira (PSD)

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.