Mantendo o mesmo entendimento dos demais segmentos da categoria, os trabalhadores da Guarada Municipal rejeitaram em assembléia realizada na última sexta-feira o plano de carreira formatado pelo Governo Municipal.

Ficou claro que o documento, já elaborado em forma de minuta de projeto de lei a ser enviado à Câmara, é sinônimo de retirada de direitos e retrocesso na carreira.

Os trabalhadores decidiram se incorporar aos atos e mobilizações dos educadores e demais servidores marcados para o dia 15, às 18 horas, em frente à Praça Mauá, e no dia 28, dia do Servidor Público.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.