Cipriano Carlos Luckesi foi fundo no tema "Pra quê escola? A quem ela serve?". Para responder tais perguntas, o palestrante foi até a criação das primeiras escolas. Luckesi explicou que a institucionalização do ensino se deu no momento de ruptura da Igreja Católica pela Reforma Protestante. Para os seguidores de Martinho Lutero, o encontro com Deus se dá diretamente, portanto, o povo precisa saber ler para conhecer os ensinamentos da Bíblia sem intermediários.
 
Luckesi investigou para quem serve a instituição do ensino por toda a história da humanidade até chegar aos dias de hoje, na sociedade capitalista, profundamente dividida por classes sociais: De um lado uma pequena elite, menos de 10%, donos dos meios de produção e que usufruem de quase toda a riqueza gerada pelo outro lado, o dos trabalhadores, justamente os que produzem todas as riquezas.
 
Porém, para Luckesi, saber disso não significa necessariamente que toda a educação esteja voltada para justificar e reproduzir essa lógica capitalista. Essa premissa, majoritária para os pensadores nos anos 70, levou a resoluções equivocadas do tipo: Se a educação serve para legitimar essa sociedade desigual, que façamos a pior educação possível.
 
Autor de 14 livros na área da educação, Luckesi aponta como solução exatamente o oposto: Que façamos a melhor educação possível para despertar a consciência dos estudantes dos seus papéis enquanto sujeitos protagonistas da história. Que possam ter condições de bem estar e conhecimento para se organizarem através de sindicatos, partidos e agremiações e reivindicar seus direitos.
 
O Congresso continua
Estamos na metade do Ciclo de Palestras preparatórias do 1º Congresso dos Trabalhadores da Educação de Santos. Ainda temos dois excelentes encontros abertos ao público:
 
-VITOR HENRIQUE PARO (30/09, às 19h, no Sindicato dos Petroleiros – Av. Conselheiro Nébias, 248, Vila Mathias), com o tema: "A sociedade participa da educação? A escola pública na atualidade funciona?";
 
-MAURO LUIS IASI e RAFAEL FURTADO (07/10, às 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos – Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias), com o tema: "O educador tem condições para educar? Como estão os direitos dos educadores?".
 
Após as palestras preparatórias serão realizados Encontros Setoriais com profissionais da educação do município de Santos, que discutirão suas questões e apontarão propostas para a Plenária Final. Todos os encontros serão às 19h no Colégio Afonso Pena (R. Liberdade, 630, Aparecida – esquina com Av. Afonso Pena, me frente ao PS Macuco), confira os dias:
-14/10: Equipe Técnica;
-15/10: Funcionários;
-21/10: Professores.
 
A Plenária Final ocorrerá no dia 04/11, às 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias) e será um espaço onde os profissionais que se credenciaram e participaram dos Encontros Setoriais dos educadores formularão as resoluções desse 1º Congresso.
 
Fique atento e acompanhe mais informações do CONGRESSO aqui: facebook.com/congressodaeducacaosantos

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.