NÃO VOTE NELES!
CAMPANHAS SALARIAIS
Em 2013 Paulo Alexandre já chegou chegando! Queria que os servidores engolissem apenas 1,5% de reajuste. O trabalhadores tiveram que fazer GREVE para melhorar a proposta. Em 2014, 2015 e 2016 o prefeito seguiu o seguinte roteiro: Usa o sindicato-amigo-do-patrão para aprovar sua proposta rebaixada; Publica no Diário Oficial que os servidores aprovaram a proposta; Interrompe autoritariamente as negociações com os servidores enviando o reajuste para a Câmara; Obedientemente, os vereadores votam aquilo o que o chefinho mandou, assim como em TODOS os outros projetos enviados por ele.

TERCEIRIZAÇÕES
Essa mesma Câmara votou a favor dos Projetos de Lei que permitem que o prefeito de plantão terceirize, via Organizações Sociais (OSs), os serviços públicos. Essa é uma verdadeira bomba para os servidores e para os munícipes usuários dos serviços públicos.

ATAQUES AO IPREV!
O último grande ataque desse governo foi contra o nosso Instituto de Previdência. No apagar das luzes de 2015, Paulo Alexandre mandou pra Câmara (que obviamente aprovou) Projeto de Lei que retira cerca de 20 milhões anuais do IPREV. Esses políticos reduziram o repasse do déficit de 6% para 2%!!! E esse ano ainda estão ameaçando dar CALOTE!

E, desde julho desse ano, o governo NÃO ESTÁ PAGANDO A SUA PARTE AO IPREV! O CALOTE JÁ CHEGA A MAIS DE DEZ MILHÕES DE REAIS!

INCORPORAÇÕES (FGs, Cs e FTE) TAMBÉM ESTIVERAM EM RISCO
O vereador Benedito Furtado tentou, mais uma vez, atacar o direito dos servidores municipais de Santos às incorporações de chefias. Dessa vez, Furtado entrou com representação no Ministério Público Estadual. Deu com os burros n’água: Após pressão da categoria, o Supremo decidiu que as incorporações são legais e não ferem a Constituição.

ENTREGARAM A UPA CENTRAL (NOVINHA) PARA A FUNDAÇÃO ABC
As unidades caindo aos pedaços ficam com os servidores, as novinhas o governo (em conluio com os vereadores) deixam para os amigos empresários. Fora que o currículo da Organização Social escolhida pela Prefeitura para a gestão da UPA Central (em troca de R$ 19,2 milhões por ano) é de fazer inveja para qualquer acusado da Lava Jato.
A Tribuna, 20-03-2016
A Tribuna, 20-03-2016

VÃO ENTREGAR O HOSPITAL DOS ESTIVADORES (NOVINHO) PARA OUTRA OS
O Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz será a OS que irá receber, nada mais nada menos, do que R$ 66 milhões por ano para administrar o hospital novinho e todo equipado pela prefeitura. Vale lembrar que a reforma custou quase o dobro do que foi orçado. Inicialmente deveria custar R$ 25 milhões, agora já está na casa dos R$ 46 milhões. Tudo autorizado pelo prefeito, uma verdadeira farra com o dinheiro público.
Diário do Litoral, 24-04-2016
Diário do Litoral, 24-04-2016

PEDALADAS NA DESPESA COM PESSOAL
O SINDSERV descobriu por duas vezes que o governo estava inflando, ILEGALMENTE, a Despesa com Pessoal. Esse índice sempre esteve próximo aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que foi usado largamente como argumento para não reajustar os salários dignamente e para não conceder diversas reivindicações da categoria.

Diário do Litoral, 17-01-2015
Diário do Litoral, 17-01-2015

A primeira descoberta foi no final de 2014, a Prefeitura estava incluindo o Auxílio Alimentação nessa Despesa, o que é ILEGAL! A segunda foi no final de 2015, estavam incluindo nas Despesas com Pessoal todo o montante da contribuição patronal para a CAPEP. Nas duas ocasiões o SINDSERV denunciou no Tribunal de Contas de SP e na imprensa, além de mobilizar os servidores. Com a pressão, a Prefeitura corrigiu as contas e reconheceu a “falha”.

Veja no gráfico a diferença da Despesa com Pessoal com a maracutaia e sem ela:

E AGORA, EM QUEM VOTAR?
Denunciamos aqui todas as mazelas que o atual prefeito e vereadores proporcionaram aos servidores de Santos com a intenção de pedir para que os trabalhadores NÃO VOTEM nesses políticos. Isso não quer dizer que apoiamos outras candidaturas.

Não importa o partido, ou candidato A ou B, a verdade é que independente do prefeito de plantão e de seus aliados na Câmara, os funcionários públicos só tem valorização a medida que se mobilizam para tal.

Laerte

BÔNUS:
Paulo Alexandre Barbosa tá até em lista da Lava Jato

Além de tomar inúmeras medidas contrárias à vontade dos servidores, o atual prefeito coleciona denúncias de desvio de dinheiro público. Segue mais 6 motivos para NÃO VOTAR NELES:

NA LISTA DA LAVA JATO
A Tribuna, 24-03-2016
A Tribuna, 24-03-2016

Diário do Litoral, 29-03-2016
Diário do Litoral, 29-03-2016

DESVIO NA MERENDA
Nos interrogatórios feitos pela polícia, três pessoas da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf Brasil) revelaram que a Prefeitura de Santos está envolvida no esquema de corrupção na compra de produtos para a merenda escolar. Seis pessoas já foram presas, a polícia já tem o nome do vereador da Câmara de Santos que estaria envolvido para facilitar a vida da Coaf em terras caiçaras em troca de propina.

A Tribuna, 29-01-2016
A Tribuna, 29-01-2016

A gestão Paulo Alexandre tem experiência na compra de hortifrútis superfaturados. Quem lembra dos preços que o governo queria pagar nos alimentos para os animais do Orquidário? Após denúncia, a Prefeitura teve que cancelar o contrato, de R$ 163 mil, e abrir nova licitação. Para os mesmos produtos, o preço foi de apenas R$ 62 mil. Será que tinha maracutaia?

A Tribuna, 07-07-2015
A Tribuna, 07-07-2015

CHEQUINHOS
Após anos de denúncia do SINDSERV, a Polícia Federal investiga o esquema montado na Prefeitura de Santos, conhecido como chequinho. São R$ 25 milhões dos cofres públicos por ano que o governo destina para apadrinhados do Executivo e indicados por vereadores.

Essa prática, completamente fora da legalidade, foi usada para justificar a entrada das Organizações Sociais pelo governo. Ao mesmo tempo, o governo nega a existência dessa imoralidade para a Justiça e para a imprensa.

Diário do Litoral, 06-08-2016
Diário do Litoral, 06-08-2016

Diário do Litoral, 18-05-2016
Diário do Litoral, 18-05-2016

Diário do Litoral, 28-04-2016
Diário do Litoral, 28-04-2016

Diário do Litoral, 19-03-2016
Diário do Litoral, 19-03-2016

CONTRATOS PELA 650
Os contratos pela Lei 650 das gestões Papa e Paulo Alexandre são alvo de ações públicas, por improbidade administrativa. Para o MPE, as contratações em questão não eram emergenciais como exige a Lei. Para o promotor a Lei 650 foi usada “de forma cômoda, podendo com isso promover apadrinhamentos políticos”. Paulo Alexandre foi mais cara de pau, contratou pela 650 os operadores sociais que já estavam na lista de espera do concurso.
Diário do Litoral, 13-04-2016
Diário do Litoral, 13-04-2016

Diário do Litoral, 12-09-2016
Diário do Litoral, 12-09-2016

ANTES DE SANTOS
Quando Paulo Alexandre era Secretário Adjunto de Educação do Estado de São Paulo, um delator entregou um CD que continha a troca de e-mails entre os dois. “Os dois trocaram correspondências em novembro de 2003, por exemplo, tratando da aquisição de máquinas fotográficas e até de equipamentos de escuta embutidos em gravatas, kit que seria destinado a [Gabriel] Chalita [Secretaria de Educação do Estado, na época]”, publicou o portal do Estadão (28/02/2013).

Estadão, 28-02-2013
Estadão, 28-02-2013

VEREADORES TAMBÉM TÊM CULPA NO CARTÓRIO
Embora sejam denúncias específicas ao Poder Executivo, todos esses motivos relatados para não reeleger o atual prefeito descritos acima também são motivos para não votar nos atuais vereadores. Isso porque, uma das principais funções do legislativo deveria ser o de fiscalizar o governo. E em nenhum dos escândalos que Paulo Alexandre está envolvido os vereadores mexeram uma palha para fazer essa fiscalização.

Diário do Litoral, 20-05-2016
Diário do Litoral, 20-05-2016

Diário do Litoral, 17-04-2016
Diário do Litoral, 17-04-2016

Diário do Litoral, 17-04-2016
Diário do Litoral, 17-04-2016

NÃO VOTE NELES!
Incentive seus familiares e amigos a fazer o mesmo. Não alimente escorpião.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.