O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santos (SINDSERV Santos) se solidariza com os petroleiros que tiveram dois de seus dirigentes sindicais presos durante legítima manifestação de Campanha Salarial na manhã de hoje (14/10) em frente a unidade Edisa Valongo (Santos/SP).
 
O ato pacífico foi interrompido quando a gerência geral da unidade chamou a PM. Os diretores do Sindipetro LP, Fabio Farofa e Fábio Mello, foram arbitrariamente presos por não concordar com a tentativa da PM de forçar a entrada dos funcionários para trabalhar. Os policiais ainda jogaram viaturas contra os manifestantes, dois deles tiveram que se agarrar ao carro para evitar o atropelamento, veja o vídeo:
 
Clique para ver o vídeo
 
Mais uma vez fica nítido para quem serve as forças policiais na nossa sociedade. Enquanto estão soltos os grandes empresários e políticos que desviam bilhões da Petrobras e tentam de todas as formas dilapidar todo esse nosso patrimônio público, a polícia está presente maciçamente em quase todos os setores onde os trabalhadores conseguem minimamente se organizar para lutar por melhores condições de trabalho e salário.
 
Quando a ideologia não é suficiente, entra em cena as forças repressivas do Estado para garantir a dominação de classe. Não podemos ter ilusões, todo o Estado está a serviço de uma classe. E, como mais uma vez podemos constatar, não é a classe trabalhadora.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.