Reunidos em assembleia no dia 18/09, os Operadores Sociais deram prazo para que a Secretaria de Assistência Social se posicione até o dia 06/10 a respeito da Gratificação por Complexidade. Caso nenhuma resposta seja dada, os servidores pretendem engrossar o tom e partir para ações que pressionem o governo.

Não foi por pouco que os servidores resolveram dar o ultimato, desde o começo do ano a reivindicação foi entregue (veja aqui) pedindo a Gratificação por Complexidade para os servidores que trabalham nas unidades que funcionam sob o regime de 24 horas (Abrigos, Casas de Acolhimento e Equipes de Rua).

Em reunião no dia 14/05, além de se posicionar favoravelmente ao pleito, a Secretária se comprometeu a criar critérios para estender o pleito para servidores que trabalham nas mesmas unidades fora do regime de 24h. Depois de tanto tempo sem resposta, o SINDSERV encaminhou mais uma vez ofício (no dia 04/07) cobrando agilidade. Até agora… NADA!

Próxima assembleia
Se a Prefeitura não encaminhar nem ao menos uma reunião até o dia 6 de outubro, os trabalhadores terão que tomar atitudes mais severas para pressionar. E essas atitudes já devem ser discutidas e preparadas pelos servidores de cada unidade da Assistência Social desde já.

Para articular as ações de cada local de trabalho, os servidores decidiram que farão outra assembleia no dia 07/10 (terça-feira), às 18h30, na sede do sindicato (Av. Campos Sales, 106 – Vila Nova).

Mesmo a Prefeitura dando uma resposta, a assembleia será mantida, mas agora para avaliar essa devolutiva da administração municipal e desfazer ou aprofundar o processo de mobilização.

LUTA DE TODOS
Embora a Gratificação seja pleiteada apenas aos Operadores Sociais que trabalham nos equipamentos sob o regime de 24 horas, essa luta é de todos os Operadores Sociais e só vai conquistar a vitória com a mobilização de TODOS. Mesmo quem hoje não trabalha nessas unidades, tem que encarar essa luta, pois amanhã também pode acabar tendo que trabalhar sob esse regime. E esse adicional de 50% sobre o salário base faz justiça ao enorme desgaste físico e mental exercido pelos servidores nessas condições.
 
Seminário
Durante a assembleia que deliberou as ações pela Gratificação, mais uma vez foi diagnosticada a necessidade dos Operadores Sociais pararem para refletir a própria profissão.

Esse espaço de estudo servirá para entendermos qual é a identidade dos Operadores Sociais, o papel que exerce na atual sociedade, as Legislações que os definem, e comparar com a prática exercida no nosso dia a dia. Esse será um momento fundamental para o segmento poder qualificar ainda mais suas lutas.

Na assembleia, foi tirado um Grupo de Trabalho para, junto ao sindicato, organizar o Seminário. Para participar das reuniões de organização e integrar o Grupo de Trabalho, basta ligar para (13) 3228-7400.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.