Cerca de 400 pessoas assistiram a palestra do educador e escritor Vitor Paro, realizada ontem, no auditório da UniSantos.

Educadores da rede municipal, servidores e estudantes de magistério e pedagogia marcaram presença no evento que abordou Gestão Democrática na Escola Pública.

O encontro foi organizado pelo SINDSERV com o objetivo de propiciar aos professores, diretores e demais funcionários que servem à educação no município um momento de reciclagem e de reflexão sobre o papel da escola pública.

Paro começou a sua fala abordando os conceitos de administração escolar. Ao longo da palestra comentou que um dos problemas da educação brasileira é ela ser analisada em pequenos aspectos e não por inteiro.

O professor titular no Depto. de Administração Escolar e Economia da Educação da Faculdade de Educação da USP disse ainda que a qualidade do ensino deve ser encarada numa perspectiva ético-política que privilegia a formação do cidadão atuante numa sociedade democrática.

“Considerando a imprescindível coerência entre atos e palavras para a concretização dessa formação, a escola só pode ser organizada e funcionar de modo a realizar tais objetivos, quando garante a condição de sujeitos autônomos e participantes, igualmente, a todos os que atuam e se relacionam na realidade escolar, aí incluídos os educadores escolares e demais funcionários, os alunos, seus pais ou responsáveis e a comunidade externa interessada no ensino”.

Nessa perspectiva, os conselhos escolares (especialmente o conselho de classe e o conselho de escola) são mecanismos institucionais de fundamental importância na medida em que propiciam a participação coletiva, dando voz e iniciativa aos vários sujeitos envolvidos na educação escolar.

“É preciso, entretanto, que eles não sejam tomados como soluções isoladas que, por si, resolvam todos os problemas. Não se pode perder de vista que o que se pretende é a democratização da escola e, para tal, ela deve ser reestruturada em seu todo, entrando nessa estruturação elementos instrumentais imprescindíveis como os conselhos escolares”.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.