O prefeito Papa enviou na semana passada para a Câmara o projeto de lei que extingue o adiantamento salarial e unifica no dia 15 de cada mês a data de pagamento.
Essa é mais uma postura autoritária da administração, que passa por cima da vontade da categoria com o respaldo total do Legislativo.
Milhares de servidores estão se sentindo prejudicados com a medida, pois terão que reorganizar toda a sua vida financeira. Há pelo menos duas décadas os salários são pagos nos dias 15 e 25 e mudar isso agora é mais um corte de direitos.

No dia 25, às 18h, os servidores irão ao Paço Municipal protestar contra o fim do adiantamento salarial e também contra o plano de carreiras maléfico que a Prefeitura quer impor!

Compareça e traga seus colegas de trabalho.

Só com participação e união podemos resistir e avançar!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.