Professoras cobram Secretário

Você consegue imaginar alguém que tem um posto de autoridade publica, um prefeito, colocando um grupo de pessoas em uma sala só para poder se esgueirar e fugir do local? Coisa de gente sem muita moral, não é mesmo? Pois foi exatamente o que Paulo Alexandre Barbosa fez com professoras acompanhadas de diretores do Sindserv no final da tarde de ontem (18/10).

Professoras Adjuntas foram ao Paço Municipal cobrar a devida Promoção. O prefeito sem coragem e desrespeitoso pediu para que as pessoas saíssem da porta do gabinete e aguardassem numa sala de reuniões, momento em que saiu correndo sem ser visto. Repetiu o que fez durante a greve quando se escondeu no prédio da Prodesan por várias semanas. PATÉTICO!

A fuga é seu habito para não encarar problemas. Enquanto que a Secretaria de Educação avaliou que a Prefeitura precisa promover 400 professores e a Secretaria de Finanças tenha indicado a promoção de 188, o tucano só quer promover 9.

Mas para sanar um dos problemas principais da rede, além da promoção seria necessário o concurso para Equipe Técnica (há muitos professores saindo de sala de aula para cobrir cargos vagos de Especialistas) e o chamado para ingresso de novos Professores Adjuntos do concurso realizado em 2016 (o que só poderá ser feito com a promoção).

Depois da vergonhosa fuga do “menino que não lida com problemas” apareceu o Secretário de Gestão para tentar justificar o injustificável. O mesmo se comprometeu a marcar mais uma reunião, dessa vez com a presença do Secretário de Educação para apontar “novas” saídas para o impasse. Assim que o sindicato tiver a data divulgará.

Não bastando fugir para evitar interpelação das professoras, Paulo Alexandre ainda chamou Guardas da Ronda Ostensiva, além dos Guardas que já trabalham no Paço, mostrando mais uma vez que confunde servidores da cidade com meliantes ou baderneiros. Esse é papel do tucano de Santos.

OS PROFESSORES NÃO PODEM ACEITAR ESSA AFRONTA!
SÓ COM MUITA MOBILIZAÇÃO ESSE QUADRO PODE SER ALTERADO!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.