Confirmando a informação de que o "sindicato-amigo-do-patrão" (o da Rua Monsenhor de Paula Rodrigues) vai embolsar o Imposto Sindical de todos os estatutários da Prefeitura (sócios e não sócios dos pelegos), o governo fez questão de publicar nota no Diário Oficial de hoje (05/03) tentando dar a entender que o SINDSERV não representa os estatutários, somente os celetistas.
 
Veja o trecho mentiroso: "(…) os valores dos servidores serão recolhidos em favor dos respectivos sindicatos. No caso dos estatutários, para o Sindest e os celetistas para o Sindiserv" (confira aqui).
 
Antes de mais nada, é bom frisar: O SINDSERV Santos é o sindicato mais antigo e representa TODOS os servidores públicos municipais de de Santos. Isso é: Estatutários e celetistas!
 
Mais uma vez, vale lembrar que o processo movido pelo sindicato-pelego nada tem a ver com representação sindical. A Ação tem a finalidade única e exclusiva de arrancar de todos os funcionários públicos parte de seu salário no mês de março (um dia de trabalho), o famigerado Imposto Sindical. Saiba mais sobre esse processo aqui.
 
O que a Prefeitura pretende armando toda essa confusão?
Essa nota não foi um simples descuido. Ela é uma tentativa deliberada do governo de dividir a categoria para enfraquecê-la. Essa não é a primeira e nem será a última investida para tentar desestabilizar o instrumento de organização dos trabalhadores públicos municipais de Santos!
 
O sonho de consumo de qualquer patrão é ver os trabalhadores desunidos ou, melhor ainda, unidos em torno de um sindicato que ele mesmo comanda, um sindicato que não organiza lutas, não mobiliza e nem se quer questiona.
 
Na Prefeitura de Santos, esse sonho se realizaria caso tivéssemos apenas o Sindest representando a categoria. E é essa a fantasia da gestão Paulo Alexandre. Infelizmente (para eles) há uma "pequena" pedra no caminho, uma categoria informada, consciente das armadilhas patronais e mobilizada em torno de um sindicato verdadeiro e de LUTA!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.