A Prefeitura Municipal de Santos desrespeitou a vontade dos servidores de continuar o diálogo sobre o reajuste salarial e enviou a sua proposta (REJEITADA pelos trabalhadores) para a Câmara dos Vereadores. Como o Projeto é de interesse do "chefinho", os vereadores devem o colocar em votação rapidamente. Portanto:
 
 
TODOS À MANIFESTAÇÃO
em frente à CÂMARA DOS VEREADORES
18/02 (quinta-feira), a partir das 17h!
 
Não há justificativa nenhuma para que o governo ofereça um reajuste ABAIXO DA INFLAÇÃO (o governo oferece 11% e o INPC de janeiro é de 11,31%) já que o índice de Gasto com Pessoal está com 46,89%. Número muito abaixo do previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal que permite até 54% da Receita Corrente Líquida com as despesas relativas aos funcionários públicos. Esse cálculo sempre foi usado como desculpa para não reajustar satisfatoriamente os salários dos servidores. Agora que ele está baixo, o governo simplesmente o ignora.
 
Mais uma vez a parceria entre governo e Sindest
Fazendo jus a sua história de peleguismo, o sindicato-amigo-do-patrão mais uma vez serviu de instrumento para que o governo desse um golpe na categoria. Em parceria com o governo, os entreguistas armaram uma assembleia fajuta com o intuito de aprovar rapidamente a proposta rebaixada e enterrar a Campanha Salarial dos servidores.
 
Recebemos inúmeras denúncias de que secretários de diversas pastas assediaram seus subordinados para irem nessa assembleia patronal.
 
Esse tipo de sindicalismo amarelo é uma praga, apostam todas as fichas no conchavo político e desmobilizam a categoria. Se autoproclamam de "sindicalismo de resultado", mas só tem bons resultados para os bolsos de seus diretores.
 
"Mais vale morrer de pé do que viver de joelhos"
Emiliano Zapata

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.