Com a justificativa de que houve um "problema de caixa" a Secretaria de Finanças resolveu transferir a conta dos servidores do Banco do Brasil para a Caixa Econômica Federal. Fizeram uma licitação para saber qual banco dava mais para ter os mais de 9 mil trabalhadores como clientes. Ñinguém se habilitou e foi feito então um acordo com a Caixa. O banco pagou R$ 14 milhões e tivemos então que migrar. 

Acontece que o banco é o pior em termos de atendimento. Os bancários da Caixa são os que acumulam as maiores perdas salariais. Âs agências têm poucas caixas e o movimento é o maior de todos, já que lá são gerenciados os os programas sociais do Governo Federal como seguro-desemprego, bolsa-familia, FGTS e financiamentos habitacionais, além do penhor.

Não bastassem nos empurrar para um banco que está sempre superlotado, fizeram isso de foram totalmente confusa e atrapalhada.  No início não divulgaram nada. Depois, disseram que funcionários do banco iriam até os locais de trabalho para fazer a migração. Por último, avisaram que quem não aderisse até  março não receberia salário. Uma multidão enfrentou horas nas filas nas agências para fazer a transferência e só depois que o sindicato intercedeu o prazo foi estendido para abril.

Esta não é a primeira vez que a categoria é jogada de um banco para outro. Em 2001, fomos forçados a sair do antigo Banespa – atual Santander – e ingressar no Banco do Brasil. Até hoje essa história não foi bem explicada. Mas é importante lembrar que a migração para a Caixa não é ilegal. A princípio,  o município pode abrir licitação para fazer a transferência das contas-salário. Ainda assim, o Departamento Jurídico do SINDSERV está estudando uma maneira de entrar na Justiça para rever a mudança.

 

 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.