Diante da proposta apresentada na última quarta-feira pela Administração, o Sindserv deverá convocar para breve uma assembléia sobre a Capep Saúde.

Em reunião com o sindicato, a Prefeitura de Santos ofereceu dobrar sua contribuição financeira à Capep (de 2% da folha para 4%), mas só durante um ano. Depois deste período o percentual de repasse do Executivo passaria a ser de 3%. Além disso, a Prefeitura quer taxar os dependentes, ponto que foi rechaçado em várias assembléias pela cateoria. O valor desa cobrança será definido segunda-feira, dia 15, pelo Conselho Administrativo da autarquia.

O Sindserv vai submeter a proposta em assembléia para a categoria, mas antecipadamente  avalia que esta não é a saída para conter a crise financeira, mas sim o início de seu aprofundamento, já que muitos servidores não suportarão pagar os acréscimos por dependentes. Outros, com níveis mais altos, vão preferir arcar com planos privados, o que fatalmente culminará com a redução da arrecadação da Capep.

Continuamos defendendo mudanças no atual modelo de gestão da Capep e que a Prefeitura injete já a quantia necessária para saldar as atuais dívidas existentes que trarão o reestabelecimento dos serviços. Queremos ainda que o Executivo contribua permanentemente com 4% da folha.

 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.