A reunião de negociação salarial agendada para o dia 22 de fevereiro foi desmarcada, sem nenhuma justificativa, pelo secretário de gestão Fábio Ferraz.

Outra reunião foi agendada para o dia 27 de fevereiro às 14:00 horas no gabinete da secretaria de gestão. Nesta reunião os dirigentes do Sindserv exigirão do representante do prefeito a apresentação de um índice de reajuste salarial e a presença do outro ‘sindicato’ na mesma.

Na primeira e única reunião realizada os diretores do Sindest não estavam presentes. Deixamos claro para todos os servidores que até o momento nada de concreto foi apresentado pelo prefeito e que nenhuma negociação foi realizada.

Sabemos que o orçamento da PMS é um dos maiores do país e das promessas eleitorais do candidato Paulo Alexandre. Em breve relataremos em assembléia tudo o será discutido e debateremos, coletivamente, com os servidores formas de pressão sobre o governo. Paralisações não estão descartadas.

Em nenhuma hipótese abriremos mão do respeito a nossa data base, da reposição das perdas inflacionárias dos últimos doze meses, da reposição de parte das perdas históricas e dos demais ítens da pauta de reivindicação aprovada em nossa Assembléia.

Será fundamental a participação de TODOS para que o governo atenda nossas exigências.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.