A luta dos professores por melhores condições de trabalho tem uma nova etapa a ser cumprida: Reunião com a Secretaria de Educação e de Gestão no dia 26/04 (terça-feira) às 18h30 no gabinete da Seges (Paço Municipal, 4º andar).
 
A presença maciça dos docentes é muito importante. Todas as conquistas dos trabalhadores estão diretamente relacionadas a sua própria capacidade de se mobilizar. Temos agora uma data marcada com uma certa antecedência onde é possível que todos os professores se organizem para ir.
 
Os pedagogos reivindicam mudança na proporcionalidade aluno/professor, ingresso na carreira do magistério com cargo de 200 horas/aula e alterações nos procedimentos para alocação de docentes.
 
Antes mesmo de alterar no papel o número de alunos por professor, o governo precisa garantir na prática o que já está estabelecido por Lei. Os professores foram às ruas denunciar que esse ano várias salas estavam superlotadas, a Seduc tentou minimizar o problema, mas o próprio portal da Prefeitura (Cidade Aberta) mostra que há 51 salas com mais alunos do que deveria, fora que outras 430 salas estão no limite da proporcionalidade de alunos. São os professores que sabem na prática qual deveria ser o número de alunos para que se propicie condições mínimas de trabalho e ensino.
 
Já o ingresso no cargo docente com 200h/a possibilitaria a participação efetiva e em igualdade de condições de todos os docentes na elaboração dos projetos-pedagógicos, condição básica para uma escola pública democrática.
 
Junte-se nessa luta! COMPAREÇA!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.