A Seduc está puxando o tapete das monitoras de creche que há anos lutam para terem seu papel de educadoras reconhecido.

Pelo D.O. a secretaria chamou as monitoras para reuniões nesta quinta-feira, cuja a pauta era qualidade do ensino municipal.  Na verdade, o objetivo era informar que a partir de dezembro serão implantadas mudanças no critério de escolha de sala nas unidades municipais.

Na prática, as monitoras perderão o vínculo com as unidades escolares onde atuam há anos. Pelas mudanças as professoras de educação infantil, contratadas há bem menos tempo, passariam a ter a prioridade na escolha de salas.

Indignadas, as 120 profissionais foram até a Seduc juntamente com o Sindicato protestar e pedir a suspensão da mudança. De forma intransigente foram barradas e só depois de muita insistência uma comissão de servidoras e representantes do Sindserv foram recebidos.

Sem acordo, o protesto terminou na sessão da Câmara, onde os vereadores tiveram conhecimento do problema.

 Em muitas prefeituras as monitoras com a devida formação pedagógica conseguiram ser reconhecidas como professoras, já que atuam diariamente como tal. Em Santos´a solução do prefeito é transformá-las em auxiliares dos professores, com salários  menores e sem direitos.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.