Por unanimidade, os servidores municipais de Santos, em assembléia realizada na quarta-feira (3/09), decidiram excluir a ex-presidente do Sindserv, Graça Maria Costa da Silva, do quadro associativo da entidade.

Os 86 trabalhadores presentes na assembléia entenderam que a ex-presidente cometeu dilapidação e malversação do patrimônio sindical. Entre os argumentos apresentados para a eliminação de Graça estão o sumiço de documentos contábeis do Sindserv e a participação na comissão de licitação para a terceirização da gestão da Capep Saúde, indo de encontro à deliberação da categoria, que se colocou oficialmente contrária ao processo.

A ex-associada foi notificada oficialmente da assembléia e foi convidada a fazer a sua defesa diante do plenário, porém, preferiu fazê-la por escrito, encaminhando um texto, que foi lido para todos os presentes.

A saída de Graça significa uma página virada nesta categoria, que agora não terá mais que conviver com pessoas descomprometidas com os trabalhadores e que atuam contra a entidade sindical que os representa.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.