Às seis horas da tarde de ontem (10/02) uma grande chuva lavou o Gonzaga, mas não deu nem mesmo 18h30 e a Praça Independência já começava a ficar cheia. Estava chegando a hora do ato marcado pelos servidores municipais de Santos. Com chuva ou sem chuva os funcionários públicos foram pra rua lavar a alma.
 
E lavaram a alma expressando toda sua indignação com o tamanho desrespeito que a gestão Paulo Alexandre trata os trabalhadores. Descortinaram para a população o discurso falacioso da Prefeitura que posa de democrática, mas na prática não respeita os servidores.
 
Cerca de 300 pessoas se manifestaram na praça. Mostraram cartazes, gritaram, apitaram, buzinaram, dançaram marchinhas carnavalescas, panfletaram, fecharam toda a Ana Costa e partiram em passeata pela avenida. Um grande ato pra ninguém botar defeito! Para exigir respeito aos servidores!
 
Quinta-feira (12/02), 18h, tem mais! Dessa vez os servidores irão até a Câmara dos Vereadores, pois o prefeito já mandou o Projeto de Lei para ser votado.
 
TODOS À CÂMARA,
CONTRA O DESRESPEITO E
PARA TIRAR SELFIE COM O LASCANE!
12/02 (QUINTA-FEIRA), às 18h!
 
Veja abaixo o panfleto distribuído à população:
 
Servidores contra a TRAMÓIA da Prefeitura de Santos
 
Mais uma vez de forma autoritária e manipulatória, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa envia Projeto de Lei sobre o reajuste dos servidores municipais para a Câmara dos Vereadores. A atitude não respeitou a vontade da categoria em continuar a negociação. Vale lembrar que a proposta apresentada pela Prefeitura foi REJEITADA por unanimidade na última assembleia dos trabalhadores!
 
Novamente cai por terra a falácia propagada pela Prefeitura de que mantêm diálogo aberto e fraterno com os servidores. O governo desrespeita seus funcionários e mente, pois tem dinheiro para melhorar muito mais o reajuste.
 
Para se ter uma ideia, no ano passado sobrou quase 56 milhões que poderiam ser gastos com pessoal sem chegar ao limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. A Previsão Orçamentária de 2015 também dá muita margem para aumentar os salários. Em 2014 a previsão era arrecadar 2,3 bilhões e de fato arrecadou-se 2,6 bilhões. Para 2015 a previsão é arrecadar 2,5 bilhões, e ao final do ano veremos que a arrecadação passará de 2,7 bilhões.
 
A verdade é: Estão "economizando" para implantar as OSs (Organizações Sociais), implementando a danosa terceirização.
 
SERVIDOR MERECE RESPEITO!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.