Em assembleia realizada nesta quinta-feira, os servidores decidiram agir em dois momentos para pressionar o Governo a reabrir as negociações na campanha salarial de emergência.

Um deles será no dia 19, às 8h30, em frente a Capep Saúde. Nada mais justo, já que o atendimento ruim prevalece e sem perspectivas de melhora, o que é pior,

O outro ato será na Praça Mauá, no dia 28, em horário a ser definido. Neste momento, aproveitando o Dia do Servidor Público, vamos enfatizar o estado de penúria em que se encontra a categoria com salários rebaixados e péssimas condições de trabalho. Também vamos denunciar à população o grande  número de pessoas contratadas sem concurso público, aprofundando a terceirização velada do serviço público e comprometendo a qualidade do atendimento ao munícipe.

Multiplique essas informações em seus locais de trabalho e participe!

Só a luta muda a vida!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.