O vereador Marcus De Rosis e o prefeito Papa  lêem na mesma cartlha que o Governador José Serra. Colocam a PM para defender seus interesses e impedir que os trabalhadores lutem pelos seus direitos.

Foi dessa forma que os servidores foram recebidos ontem  à noite na porta do Paço Municipal. A prefeitura ficou cercada por policiais militares e guardas municipais, que impediram os dirigentes do Sindserv e do Sindest de entrar na Sala Princesa Isabel, onde estava acontecendo a sessão legislativa. Os servidores só poderiam entrar depois de fazer um cadastro na porta do Paço. O objetivo claro do Governo era saber quem eram os servidores que estavam participando da mobilização provavelmente com o intuito de depois puni-los de alguma forma.

Nas galerias da Sala Princesa Isabel, nas escadas e nos corredores de acesso à sessão o sindicato contou 24 guardas municipais e 14 policiais militares de prontidão para conter qualquer manifestação dos trabalhadores.

No Governo Papa e na Câmara é assim que a categoria é tratada. Para o prefeito, vereadores e seus secretários 28% de aumento. Para os servidores:  desprezo e força bruta.

 As paralisações e os atos vão continuar com força total nos locais de trabalho, Só com organização, união e pressão poderemos avançar.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.