Os vereadores, reunidos do dia 11/12 em Sessão extraordinária da Câmara, não votaram o Projeto de Lei 282/13, que versa sobre como será feita a entrega dos serviços e patrimônio público para as "ditas-cujas" Organizações Sociais (OSs).

Mesmo sem ter entrado na pauta do dia, os servidores marcaram presença e fizeram muito barulho. Isso porque os parlamentares podem incluir o Projeto para a segunda votação mesmo ele não constando na "Ordem do dia". O que geralmente não acontece, mas os trabalhadores já não confiam mais nessa Casa: "Gato escaldado foge de água", diz o ditado popular.

E esses políticos fazem jus por não merecer a confiança, nem mesmo o respeito, dos funcionários municipais. São os mesmos que votaram a favor das Parcerias Público-Privado e a maioria já deu o seu "SIM" para a privatização em forma de Organização Social.

O que eles querem é dar o segundo "SIM" na moita, sem testemunhas! Por isso tiraram o Projeto da pauta do último dia 9 e marcaram duas sessões extraordinárias, ambas às 10h da manhã (horário em que a maioria dos servidores está trabalhando). A pauta de final de ano está muito cheia? Mentira, a sessão de hoje não durou nem dez minutos.

Não tem jeito, os vereadores terão que passar pelo constrangimento de entregar a cidade de Santos à Deus dará na frente dos servidores. Trabalhadores esses que estiveram presentes hoje, estarão amanhã, depois de amanhã e quando mais for necessário. Com a consciência limpa de quem cumpriu o seu papel enquanto os políticos davam o aval para que sanguessugas abocanhem os cofres do município de Santos.

TODOS NA CÂMARA NAS DUAS ÚLTIMAS SESSÕES!
12/12 (QUINTA) ÀS 18H!
13/12 (SEXTA) ÀS 10H!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.