Foto do Bolsonaro conversando com Arthur Lira e um carimbo escrito "Reforma Administrativa NÃO"

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), concedeu entrevista à GloboNews no dia 03/10 e disse que vai pautar novamente a Reforma Administrativa (PEC 32) logo após as eleições.

Essa é uma verdadeira bomba para todos os servidores do Brasil (municipais, estaduais e federais, ativos e aposentados).

Se Bolsonaro for reeleito, a Reforma pode ser aprovada ainda esse ano.

O QUE É A REFORMA ADMINISTRATIVA DO BOLSONARO/PAULO GUEDES?

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020 é, na prática, a legalização da corrupção e do clientelismo na administração pública. São medidas que buscam enfraquecer o concurso público e a estabilidade, fortalecendo os cargos comissionados indicados pelos políticos.

Isso fará aumentar o assédio moral aos servidores concursados e acabar com autonomia técnica de seus cargos. Saiba mais aqui.

QUEM É ARTHUR LIRA?

Como líder do Centrão, Lira foi quem organizou todo o esquema do Orçamento Secreto na Câmara. É uma enxurrada de dinheiro público que Bolsonaro tirou da Educação e Saúde para comprar votos dos deputados e senadores.

É o maior escândalo de corrupção da história do Brasil. Já foram destinados R$ 53 bilhões aos políticos que usam esse dinheiro como bem entendem. Em Pedreiras (MA), por exemplo, o dinheiro foi justificado em 540 mil extrações dentárias. O problema é que o município só tem 39 mil habitantes. Ou seja, se fosse verdade, cada cidadão (inclusive recém-nascido) teria tirado 14 dentes.

Esses são apenas alguns dos exemplos. Já foram descobertos superfaturamentos em asfaltos, ônibus escolares, tratores, testes de HIV/Aidsa lista é longa.

Em troca, Lira engavetou mais de 120 pedidos de impeachment de Bolsonaro. Todos embasados por envolvimento direto do presidente em casos de corrupção, atos antidemocráticos etc.

SERVIÇO PÚBLICO SIM, CORRUPÇÃO NÃO!
TODOS CONTRA A REFORMA ADMINISTRATIVA!