Os auxiliares de saúde bucal, técnicos de nutrição, técnicos de imobilização ortopédica e técnicos de Raio X marcaram presença em ato realizado nesta quinta (5/7), no Paço Municipal.

Dezenas de servidores destas quatro funções, acompanhados dos diretores do SINDSERV, entregaram ao chefe de gabinete do prefeito Papa, Edson Pinzan, ofícios com as reivindicações do grupo. O que a categoria pede é a reclassificação para o nível salarial ‘L’, já que desempenham atividades técnicas correlatas. O objetivo é fazer justiça ao trabalho destes profissionais, atingidos pela distorção salarial em relação aos serviços que executam.

Os profissionais em questão possuem qualificações e registros profissionais iguais aos demais profissionais da saúde

Atualmente a rede conta com 27 técnicos de imobilização ortopédica, 35 técnicos de Raio x, 7 técnicos de nutrição e 125 auxiliares de saúde bucal.

O chefe de gabinete recebeu os trabalhadores e ouviu seus argumentos, reafirmando o compromisso de encaminhar os documentos ao prefeito Papa e ao secretário de Gestão, Edgard Mendes Baptista Jr. Entretanto, Pinzan ressaltou que o atendimento da questão deverá ser uma atribuição do próximo prefeito, já que, por força da legislação eleitoral, o atual chefe de governo não pode conceder aumentos ou benefícios ao funcionalismo.

O SINDSERV continuará cobrando uma posição da atual administração sobre o assunto,

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.