Pouco mais de 200 funcionários entre estatutários, Lei 650 e frente de trabalho, ficaram parados durante a manhã desta segunda-feira.

Desde o início da Campanha Salarial, esta foi a quarta paralisação que os trabalhadores realizaram para deixar bem claro ao Governo que não estão dispostos a aceitar menos do que o minimamente digno e decente.

Durante as cinco horas que durou o ato na Regional, apenas as combes que fazem a distribuição do Programa Viva Leite e a combe do Conselho Tutelar da ZN operaram com seus trabalhadores, por se tratar de serviços essenciais. 

Mesmo assim, como ocorreu na paralisação do prédio do Banco do Brasil, a polícia militar foi chamada para conter o movimento, numa demonstração de que setores do Executivo não respeitam os direitos constitucionais dos trabalhadores de usarem o instrumento de greve para garantir  direitos e conquistar melhores condições salariais e de trabalho.

As paralisações continuarão a acontecer, cada dia em um local diferente, até que a Prefeitura chame a categoria novamente para negociar.

O Sindserv agradece a todos os servidores e servidoras que estão aderindo às mobilizações, e principalmente àqueles que corajosamente vêm de outros setores, como seu José Jardineiro. Operário valente e consciente, Seu Zé, como é chamado, não deixa de comparecer em nenhum dos atos e assembleias. Ontem marcou presença e levou uma carta para ser lida diante dos grevistas. O texto, com palavras e expressões simples, mas cheias de significado e sabedoria, criticou a postura do Governo e convocou seus iguais para a luta:

Veja a íntegra da carta do Seu Zé Jardineiro:

SANTOS, 15 DE MARÇO DE 2010

Com certeza toda a população de Santos pagam imposto e continuam pagando todo o valor das nossas perdas salariais. Estamos no prejuízo porque nem o Beto Mansur e nem o prefeito Papa devolveu este valor nos nossos salários para todos os servidores poderem continuar prestando  um bom serviço para a cidade de Santos e para a população.

Então, serviodores, precisamos ficar todos juntos agora para cobrarmos do prefeito e da administração esse dinheiro que a população está pagando para nós e a prefeitura vem escondendo.. Não sabemos onde está esse dinheiro. Se é na China ou na Suíça ou aqui mesmo no bolso deles. Vamos lá servidores! Não podemos deixar os nosso direitos nas mãos do prefeito e de sua administração! Esta mesma conversa precisa ser falada e debatida na mesa de negociação!

Esta carta precisa ser lida em todas as reuniões!

ass.: José

NENHUM DIREITO A MENOS, AVANÇAR NAS CONQUISTAS!

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.