Na imagem: duas manchetes de notícias. Uma do site da Prefeitura do dia 14/01 que diz "Santos define plano para volta às aulas na rede municipal 14 de janeiro de 2021". E outra do dia 19/01 do jornal A Tribuna que diz "Média móvel de mortes por coronavírus em sete dias aumenta em 28% em Santos".

Reunidos em assembleia, os servidores da Educação decidiram por um novo ato no dia 03/02 (quarta-feira), às 16h, em frente a Seduc (Praça dos Andradas, 27, Centro). Também marcaram uma nova assembleia para discutir a possibilidade de greve sanitária: dia 04/02 (quinta-feira), às 19h, pelo link https://sindservsantos.org.br/assembleia

Vale lembrar que, além da categoria, as mães e pais de alunos também já rejeitaram a tentativa do governo em retornar com as aulas presenciais sem a vacina. A consulta geral foi realizada pelo próprio governo. Não satisfeito, ainda fizeram nova consulta, mas separando por unidade. Não deu certo: TODAS as comunidades escolares rejeitaram novamente!

Ou seja, o governo está indo contra a ciência, os trabalhadores e as mães/pais de alunos. Tudo para atender o anseio de abertura das escolas particulares. IRRESPONSABILIDADE que coloca em risco as crianças, seus familiares, os professores, todos os trabalhadores das escolas e toda a cidade.

Estamos em pleno avanço da chamada “segunda onda” e Santos é a cidade com o maior índice de mortalidade em todo o Estado de SP. Já passamos das 1.000 mortes (incluindo crianças). O retorno às aulas presenciais neste momento NÃO AJUDARÁ EM NADA no aprendizado, ajudará apenas o vírus a se espalhar.

Muitos servidores já morreram em Santos e em todo o Brasil para garantir os serviços essenciais para a população. Quer ajudar os profissionais da linha de frente? LUTE CONTRA A RETOMADA DAS AULAS PRESENCIAIS!

SÓ PODE HAVER EDUCAÇÃO SE ESTIVERMOS VIVOS!
TODOS AO ATO: 03/02 (quarta-feira) 16h em frente à Seduc (Praça dos Andradas, 27, Centro)!
TODOS À ASSEMBLEIA:
04/02 (quinta-feira), 19h, https://sindservsantos.org.br/assembleia