Na imagem: Manchete de reportagem "No lugar de estudantes, caixões. Prefeitura de SP contrata vans escolares para transportar mortos por COVID-19"

Os políticos e empresários estão espalhando mentiras para você. Veja aqui a realidade:

1) Os professores e outros profissionais de escolas estão “ganhando no mole”: MENTIRA!

VERDADE: Os servidores da Educação não pararam de trabalhar durante toda a pandemia. Para os professores, a carga horária mais do que dobrou com o ensino remoto e atendimentos individualizados através de aplicativos. E os profissionais de escolas também não pararam de trabalhar, pois as escolas continuaram abertas para trabalhos administrativos e de apoio aos pais, alunos e professores.

2) Professores e funcionários de escolas já foram vacinados: MENTIRA!

VERDADE: A primeira dose da vacinação que começou sábado foi apenas para uma pequena parte da comunidade escolar. Ficaram de fora: todos os que têm menos de 47 anos, todos os Auxiliares Bibliotecários, Técnicos em Biblioteconomia, Agentes de Portaria, professores e funcionários readaptados nessas funções, funcionários da limpeza, alunos e familiares.

Fora isso, foi aplicada apenas a primeira dose em alguns (muitos não tomaram porque acabaram as vacinas). Desses poucos que tomaram, ainda precisarão tomar a segunda dose e esperar mais 15 dias para estarem protegidos.

3) A primeira tentativa de volta às aulas presenciais deu certo: MENTIRA!

VERDADE: Internações de crianças dispararam em todo o Brasil. Em Santos, 1 cozinheiro e 2 professores MORRERAM, e várias contaminações com internações e sequelas. Nas particulares foram pelo menos mais 2 professoras mortas. Pesquisa revelou que o contágio é 3 vezes maior nas aulas presenciais. Ao todo 72 servidores do estado de SP morreram. Isso sem contar os familiares dos servidores e de alunos que vieram a óbito ou foram contaminados.

Qual foi o ganho pedagógico nesse um mês e meio de aulas presenciais? Qual o ganho afetivo ou psicológico para essas crianças? NENHUM! Só quem “ganhou” foi o crescimento do contágio Coronavírus com essa atitude desastrosa do governo que contribuiu decisivamente para o maior pico de toda a pandemia.

4) As aulas presenciais garantem a alimentação dos alunos: MENTIRA!

VERDADE: Realmente é de responsabilidade do governo garantir a alimentação adequada das crianças. E o governo não está fazendo isso durante a pandemia (distribuiu pouquíssimas cestas e auxílios através de cartão) e também não fez durante o período das aulas presenciais.

No curto período de aulas presenciais foram oferecidos apenas lanches secos (suco e bolacha). Pelo rodízio, cada aluno foi apenas 1 vez por semana na escola. Ou seja, argumento falso para enganar a população.

VAMOS SUPERAR ESSA VIVOS!

Sem dúvida que as crianças estão sendo muito afetadas com as escolas fechadas. Falta de rotina e convivência com outras crianças, dificuldades emocionais e de aprendizado etc. Mas isso não pode nos levar a insanidade de fazer de conta que a pandemia acabou, que a morte não está à espreita, inclusive para nossos pequenos.

Neste momento, não há como oferecer nenhuma segurança de saúde com as aulas presenciais. Sabemos que a educação virtual ainda marginaliza parte dos alunos. Por isso, precisamos cobrar que o governo qualifique e amplie a escolarização remota.

A vida dos alunos, pais, avós, educadores e de suas famílias precisa estar acima de tudo.

Veja a lista das escolas onde houve contágios:

UME Anízio Bento
UME Auxiliadora da Instrução
UME Barão do Rio Branco
UME Candinha Ribeiro de Mendonça
UME Claudia Helena dos Santos Oliveira Corrêa (MORTE)
UME Deputado Rubens Lara
UME Derosse José de Oliveira
UME dos Andradas
UME dos Andradas II
UME Dr. Fernando Costa
UME Dr. José Carlos de Azevedo Jr
UME Dr. Nelson de Toledo Piza
UME Edméa Ladevig
UME Eunice Caldas
UME Flávio Cipriano Barbosa
UME Gemma Rebello
UME General Clóvis Bandeira Brasil (MORTE)
UME Gota de Leite
UME Irmã Maria Dolores
UME Irmão José Genésio
UME Leonor Mendes de Barros
UME Lourdes Ortiz
UME Magali Alonso
UME Margareth Buchmann
UME Maria Lucia Prandi
UME Maria Luiza Alonso Silva
UME Maria Patrícia Fogaça
UME Martins Fontes
UME Monte Cabrão
UME Noel Gomes Ferreira
UME Olavo Bilac
UME Padre Francisco Leite
UME Padre Leonardo Nunes
UME Padre Lúcio Floro
UME Paulo Gomes Barbosa
UME Pedro II
UME Prefeito Esmeraldo Tarquinio
UME Prefeito Oswaldo Justo
UME Professor Avelino da Paz Vieira
UME Professor Cely de Moura Negrini
UME Professor João Walter Sampaio Smolka
UME Professor José de Sá Porto
UME Professor Mário de Almeida Alcântara
UME Professora Iveta Mesquita Nogueira
UME Professora Maria Carmelita Proost Villaça
UME Professora Therezinha de Jesus Siqueira Pimentel
UME Ricardo Sampaio (MORTE)
UME Samuel Augusto Leão de Moura
UME Santista
UME Vinte e Oito de Fevereiro