Mais uma vez os vereadores de Santos se fizeram de tontos e não votaram o Projeto de Lei 282/13 sobre as Organizações Sociais (OSs). Essa sessão ordinária do dia 12/12 não durou nem meia hora. Isso porque foi concedida (finalmente) a Tribuna Cidadã ao representante do Fórum da Cidadania de Santos, Celio Nori. Caso contrário, a plenária não duraria nem dez minutos novamente.

Em sua fala, Nori questionou porque tamanha pressa a Prefeitura quer aprovar um assunto que sequer foi debatido com os diretamente atingidos: Servidores e população que utilizam os serviços públicos. Sem contar que os mesmos já demonstraram em alto e bom som que são contrários ao Projeto. É impossível negar que o assunto é, no mínimo, polêmico e por isso merece um amplo debate com a população.

Conforme o site da Câmara, o Projeto das OSs será votado na sexta-feira 13 (não teria data mais simbólica para isso). Mas essa data também pode ser alterada, pois os parlamentares ainda podem marcar quantas sessões extraordinárias quiserem. Tudo para tentar cansar o servidores e a população que têm lotado as galerias da casa legislativa. Se pretendem usar esse recurso, é bom que saibam: Os trabalhadores não vão esmorecer da luta, nem mesmo pra cear no natal ou comer peru no ano novo!

13/12, 9h30, TODOS À CÂMARA PARA BARRAR AS OSs!

Já vai decorando os cinco cantos mais entoados no Plenário Oswaldo de Rosis nos últimos dias:
1) "Olha só, mas que cara dura / O Tucano chegou pra vender a Prefeitura"
2) "Se privatizar / A Prefeitura vai parar"
3) "Se gritar pega ladrão / Não fica um mermão!"
4) "O servidor unido / Jamais será vencido!"
5) "OS NÃO"

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.