Montagem com várias fotos de lutas dos cozinheiros, merendeiros e auxiliares de cozinha

Na próxima segunda-feira (24/05) será feito o leilão de 36 cozinhas em escolas municipais e estaduais. O pregão eletrônico foi publicado no Diário Oficial do dia 12/05 e tem como objetivo terceirizar os serviços das cozinheiras e merendeiras.

A sanha privatista do governo não é de hoje. Há anos os servidores já denunciam a falta de funcionários e as más condições de trabalho. A luta dos trabalhadores é por concurso público, melhorias nas cozinhas e contra a terceirização. Mas o governo preferiu sucatear ao máximo as cozinhas para poder terceirizar.

Em 2016 as cozinheiras, merendeiras e ajudantes de cozinhas chegaram até a fazer um dia de greve. Nas vésperas do ano novo (30/12), o ex-prefeito Paulo Alexandre (PSDB) tentou essa mesma terceirização de agora. Porém, após mobilização, o edital acabou suspenso.

Agora Rogério Santos (também do PSDB) se aproveita da pandemia e tenta novamente a terceirização das 13 escolas municipais e 23 estaduais.

CONTRA TODAS AS FORMAS DE TERCEIRIZAÇÃO!

Histórico de lutas:

Esse é apenas um pequeno resumo das lutas desses cargos tão importantes na Prefeitura. Soma-se a essa lista mais todas os demais embates realizados em conjunto com outros cargos (reclassificação, recessos de meio de ano, campanhas salariais, EPIs etc).

E, o mais importante, essa lista e a luta não acabam aqui. Vamos manter, junto com a categoria, a reivindicação pelo CONCURSO PÚBLICO para o cargo de cozinheira para acabar com essas terceirizações nas escolas do município e outros ataques à Comunidade Escolar.

SÓ A LUTA COLETIVA MUDA A VIDA!