Com o tema "Fomento", o mais antigo festival de artes cênicas em atividade do Brasil, o FESTA 57 – Festival Santista de Teatro começou ontem (01/09) com o espetáculo da Caravana Tonteria "De Volta ao Centro"
 
A peça conta com a atriz e cantora Letícia Sabatella. Ativista ambiental e pelas causas indígenas, Sabatella iniciou a programação do FESTA 57, que este ano, convide o público a refletir sobre a importância de uma lei de iniciativa popular para um Programa de Fomento ao Teatro para a Cidade de Santos, seguindo o modelo da capital paulista.
 
Criado em 1958 por Patrícia Galvão, a Pagu, o evento já despontou nomes como os dramaturgos Plínio Marcos e Carlos Soffredini, além de reunir personalidades como Regina Duarte, Paulo Goulart, Nicette Bruno, Herson Capri, Bete Mendes, Leona Cavalli, Cleyde Yáconis, Ney Latorraca, Sérgio Mamberti, Nuno Leal Maia, Alexandre Borges, Jandira Martini e Rubens Ewald Filho.
 
A iniciativa inspiradora possibilita a criação e manutenção de grupos com trabalhos continuados de pesquisa e produção artística e, ao mesmo tempo, melhorando o acesso da população ao teatro. Além das mostras nacional, estadual e regional, o festival também mantém shows, apresentações musicais, audiovisual, intervenções cênicas e rodas de conversa. Confira a programação em: facebook.com/festivalsantistateatro e movimentoteatraldabaixadasantista.blogspot.com.br.
 
Programação
Dia 2 (quarta-feira)
19h – Teatro Guarany (Praça dos Andradas) – Leitura dramática "A Condessa, a Cigana e o Amolador de Facas" e curta-metragem "Rosinha Sinhá" da TEP/Unisanta (Santos);
20h – Praça dos Andradas – Teatro "Circo do Só Eu", do Barracão Teatro (Campinas);
23h – Vila do Teatro (Praça dos Andradas) – Show "O Baile é Balançante", de Digo Maransaldi e Banda;
 
Dia 3 (quinta-feira)
18h – Vila do Teatro – Teatro "Ispinho e Fulô de Patativa", da Cia Teatral Carcarah Voador (Santos);
20h – Teatro Guarany – Teatro "Maria que Virou Jonas ou a Força da Imaginação", da Cia Livre (São Paulo);
22h – Quadra da Escola de Samba União Imperial – Teatro "Nas Quebradas do Mundaréu", da Oficina do Imaginário e Dino Filmes (Santos);
23h – Vila do Teatro – Show "Visões de Severino" (Ferraz de Vasconcelos);
 
Dia 4 (sexta-feira)
16h – Rua do Comércio – Teatro "Hygiene", do Grupo XIX de Teatro (São Paulo);
20h – Teatro Guarany – Teatro "Nepenthes", do Projeto Antrópicos (Santos);
23h – Vila do Teatro – Festa do Coletivo Futuráfrica (Santos)
0h – Praça dos Andradas – Teatro "Blitz", da Trupe Olho da Rua (Santos);
 
Dia 5 (sábado)
15h30 – Fonte do Sapo – Teatro "Meu Quintal é Maior que o Mundo", do Teatro Wídia (Santos);
16h30 – Fonte do Sapo – Teatro "A Moça da Janela", da Animalenda (Itanhaém);
18h – Fonte do Sapo – Teatro "Baile do Anastácio", do Oigalê (Rio Grande do Sul);
21h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro "A História dos Ursos Pandas", do Teatro da Vila Velha (Bahia);
22h – Vila do Teatro – Batalha Musical sobre Fomento à Cultura Local, do grupo Muito Prazer, Meu Nome é Hip Hop (Santos);
 
Dia 6 (domingo)
18h – Parque Roberto Mário Santini – Teatro "Rua da Amargura", do Coletivo de Artes de São Vicente;
19h – Parque Roberto Mário Santini – Teatro "A Exceção e a Regra", da Cia Estável de Teatro (São Paulo);
21h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro "Projeto Bispo", do O Coletivo (Santos);
23h – Vila do Teatro – Apresentação do Diego Alencikas e Banda;
 
Dia 7 (segunda-feira)
16h – Escadaria do Monte Serrat – Teatro "Os Desclassificados", de Os Panthanas (Santos);
20h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro "Diário de uma Revolucionária", da Cia do Feijão (São Paulo);
21h30 – Praça dos Andradas – Teatro "Azar do Valdemar", da Cia dos Inventivos (São Paulo);
23h – Vila do Teatro – Apresentação de The Matuts e Aparícius Band;
 
Dia 8 (terça-feira)
16h – Praça do Posto 2 – Teatro "Essa Partida Não Será Televisionada", da Cia do Elefante/Tescom (Santos);
19h – Vila do Teatro – Teatro "Barraco Número 9", da Oficina do Imaginário (Santos);
20h – Casa da Frontaria Azulejada – Teatro "{Entre}", do Coletivo Negro (São Paulo);
21h30 – Vila do Teatro – Roda de conversa “Da vida ao palco: racismo e blackface no Brasil da democracia racial”;
23h – Vila do Teatro – Festa do Riscado com o DJ Silvio Luiz e Sandro Bueno;
 
Dia 9 (quarta-feira)
20h – Teatro Guarany – Teatro "Os Sapatos que Deixei pelo Caminho", do Teatro do Kaos (Cubatão);
21h – Praça dos Andradas – Teatro "Júlia", do Cirquinho do Revirado (Santa Catarina);
23h – Vila do Teatro – Apresentação de Piratas do Maxixe e intervenções de "Zona in Progress 2", de O Coletivo e 'Poesias de Fernando Pessoa' da EAC Wilson Geraldo  (Santos).
 
FESTA 57
O festival é uma realização do Movimento Teatral da Baixada Santista e da Secretaria de Estado da Cultura por meio do ProAC – Programa de Ação Cultural. O evento com apoio da Prefeitura de Santos e do Sesc além de parceria com a Cooperativa Paulista de Teatro, Movimento de Teatro de Rua de São Paulo, Rede Brasileira de Teatro de Rua, Vila do Teatro, Diário do Litoral, Escola de Samba União Imperial, Movimento Mães de Maio, Fundação Arquivo e Memória de Santos e Curta Santos.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer login para publicar um comentário.